LISBON AIR TRAFFIC MANAGEMENT SYSTEM

O LISATM foi concebido, desenvolvido e instalado por uma equipa ao serviço da NAV Portugal. Em finais de Junho de 2000 a NAV Portugal decidiu desenvolver internamente um sistema de controlo de tráfego aéreo para a FIR de Lisboa. A primeira fase entrou em operação no princípio de Abril de 2001. O objetivo de desenvolvimento deste sistema foi o de ultrapassar o constrangimento do anterior sistema, viabilizando a prestação do serviço de controlo de tráfego aéreo para além do seu limite de vida.


Evoluir para uma tecnologia atual, introduzindo melhorias no processo de Controlo de Tráfego Aéreo, que respondam:
- aos compromissos internacionais relativos à harmonização e integração de sistemas;
- ao crescimento do tráfego aéreo;
- ao reforço da segurança aérea;
- à melhoria da qualidade e eficiência do serviço;
- garantir que a empresa está na vanguarda tecnológica, respondendo ao desafio de se afirmar junto das suas congéneres.

Como características do LISATM temos:
- Tecnologia atual, disponível no mercado;
- Duplicação/Triplicação de equipamentos;
- Sistema Multi-radar ARTAS (ATC Radar Tracker and Server);
- Até 30 fontes de informação radar simultâneas;
- Até 2000 pistas de sistema (aeronaves);
- Visualização radar baseada no standard X-Windows;
- Possível aumento do número de visualizações atualmente instaladas: 30;
- Possibilidade de seleção individual de cada uma das fontes radar (multi-radar ou local), correlacionadas ou não com Planos de Voo, utilizável em situações de contingência;
- Correlação entre a pista radar e o Plano de Voo baseada também na rota da aeronave;
- Atualização automática das estimas aos pontos de rota, pela informação radar;
- RVSM (Redução da Separação Vertical Mínima) em uso;
- Distribuição automática das Fitas de Progresso de Voo;
- Interface automático entre a Torre de Controlo e o Serviço de Operações Aeroportuárias;
- Flexibilidade de redesenho do espaço aéreo nacional, permitindo adequar o número de sectores à procura de tráfego;
- Utilização do STCA - Short Term Conflict Alert;
- Utilização do OLDI - On Line Data Interchange
- Possibilidade de múltiplos desenvolvimentos, incluindo o MTCA.

Com a entrada em operação do STCA e do OLDI, pode afirmar-se que o LISATM atingiu a sua maioridade e maturidade em 2003.