COMO POSSO CONCORRER PARA CONTROLADOR DE TRÁFEGO AÉREO OU OUTRAS CARREIRAS NA NAV PORTUGAL?
 
A NAV Portugal, sempre que necessita de recrutar candidatos exteriores à Empresa, faz um concurso público amplamente publicitado nos principais meios Comunicação Social.
A pré-selecção é normalmente feita por uma empresa especializada e as condições de candidatura variáveis, mas sempre explicitadas de forma clara.



O CONTROLO DE TRÁFEGO AÉREO EM PORTUGAL É SEGURO?

A NAV Portugal define a Segurança como a sua mais alta prioridade, suportada por uma política de segurança efectiva e bem delineada. O principal objectivo da Segurança é minimizar a contribuição dos serviços de tráfego aéreo para o risco de acidentes com aeronaves. A responsabilidade da Segurança é assumida por todos. A NAV Portugal tem um Sistema de Gestão de Segurança  que cumpre os requisitos e normativos internacionais.



QUANTOS AVIÕES SÃO CONTROLADOS POR DIA?

A NAV Portugal controla diariamente, nas áreas sob sua responsabilidade, cerca de 1.000 aeronaves que têm origem ou destino em Portugal, ou sobrevoam as duas Regiões de Informação de Voo.



 PODE VISITAR-SE A TORRE DE CONTROLO E SALA DE OPERAÇÕES?

Compreendemos o interesse que este sector de atividade suscita na esmagadora maioria das pessoas, e reconhecemos o valor que as mesmas depõem no serviço prestado e nos recursos que são necessárias à sua concretização.
As Torres de Controlo, à semelhança de outras áreas operacionais da NAV Portugal, são infraestruturas de acesso reservado e altamente condicionadas à sua visita. De uma maneira geral, o seu acesso está reservado aos operacionais de cada um desses órgãos e inclusivamente restritos aos demais trabalhadores da NAV Portugal, à exceção de ocasiões muito particulares. Para além destas (e ainda assim com uma programação muito atempada e fora de picos de tráfego) só em circunstâncias que julgamos incontornáveis para a imagem institucional da empresa estes espaços são visitados.
Fora destas situações que elencámos não são autorizadas visitas, por razões de segurança na prestação dos serviços de navegação aérea.
 



PARA ALÉM DOS CONTROLADORES DE TRÁFEGO AÉREO, QUEM MAIS TRABALHA NA NAV PORTUGAL?

Na nossa Empresa existem muitos outros grupos profissionais para além dos Controladores de Tráfego Aéreo. Engenheiros responsáveis pelos projetos e instalação das infraestruturas que necessitamos; engenheiros encarregues de manter os equipamentos em funcionamento; técnicos especializados, responsáveis pela regulamentação e aplicação dos regulamentos internacionais; uma diversificada equipa distribuída pelos serviços administrativos de apoio às diversas áreas operacionais, entre tantos outros. 
Somos cerca de 1000 trabalhadores que 24h00 por dia asseguramos a prestação deste serviço.



 QUAL A DIFERENÇA ENTRE A ANA, A TAP, A NAV PORTUGAL E A ANAC?

No nosso país as atividades da aviação civil estão claramente separadas. 
Existem os transportadores, as companhias de aviação como a TAP Portugal, a Portugália, a SATA entre outras, que transportam Passageiros. 
Existe depois a empresa que presta serviços aeroportuários, ou seja, garante às companhias de aviação e aos seus passageiros os serviços de aeroporto. Pistas de aterragem e sua manutenção, tratamento de bagagem e segurança, espaços para as companhias fazerem acolhimento aos seus passageiros, facilidades de aeroporto. Em Portugal este serviço é prestado pela ANA - Aeroportos de Portugal. 
Quando o avião começa o seu movimento no aeroporto passa para a responsabilidade da NAV Portugal, que lhe presta serviços de tráfego aéreo, controlo de aeródromo, de aproximação e de rota até entregar essa aeronave à sua congénere encarregada desse mesmo serviço noutra geografia. 
Por fim, a Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) exerce as funções de fiscalização destes prestadores de serviços, a autoridade do Estado e sua regulamentação
 



HÁ ALGUMA DIFERENÇA NO TIPO DE CONTROLO DE TRÁFEGO AÉREO REALIZADO?

Sim. No controlo de tráfego aéreo existem três tipos de serviço, um primeiro em que o profissional é responsável pelo controlo de torre, é o que gere o tráfego que aterra, descola e que circula nos caminhos e pistas do aeroporto.
O outro tipo de serviço que é realizado é o serviço de aproximação, que gere o tráfego em subida e em descida dos aeroportos nacionais e que circule a baixa altitude (até aos 24 000 pés), desde os aviões pequenos, até aos voos comerciais.
Por último existe o serviço de área, ou rota, ou regional, que se responsabiliza pela gestão do tráfego no continente nacional, Regiões Autónomas e pela área marítima que é abrangida pela nossa jurisdição.




COMO É ESCALONADO O TRABALHO DE UM OPERACIONAL NUMA TORRE DE CONTROLO OU NUM CENTRO DE CONTROLO?

O horário de trabalho nesta função é de duas horas seguidas em trabalho de torre, e de uma hora e meia no serviço de aproximação, intercalados com breaks de meia hora.
As equipas de controlo são escaladas por turnos, que funcionam divididos em três: das duas da tarde às dez da noite, no dia seguinte será realizado o turno da manhã, das oito às duas da tarde e, neste mesmo dia, voltariam a entrar às dez da noite e sairiam as oito da manhã, usufruindo em seguida de dois dias de descanso, e assim sucessivamente.